Início

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Homofobia no Exército brasileiro: General diz que gays deveriam procurar outro ramo de atividade


Raymundo Nonato de Cerqueira, general do Exército brasileiro indicado para uma vaga de ministro do Superior Tribunal Militar (STM), afirmou na quarta-feira, dia 03, que os soldados não respeitariam a autoridade de um superior homossexual e que gays não são adequados para servir nas Forças Armadas.O questionamento está em pauta em razão do presidente norte-americano defender a participação dos homossexuais nas Forças Armadas de lá.
O assunto veio à tona em sabatina com a Comissão de Constituição e Justiça do Senado federal, em questionamento dos senadores Demóstenes Torres (DEM-GO) e Eduardo Suplicy (PT-SP). “Não é que eu seja contra o homossexual, cada um tem que viver sua vida. Entretanto, a vida militar se reveste de determinadas características que, em meu entender, tipos de atividades que, inclusive em combate, pode não se ajustar ao comportamento desse tipo de indivíduo”, afirmou o militar que ainda disse que “Talvez tenha outro ramo de atividade que ele [o militar homossexual] possa desempenhar”. “Tem sido provado mais de uma vez, o indivíduo não consegue comandar. O comando, principalmente em combate, tem uma série de atributos, e um deles é esse aí. O soldado, a tropa, fatalmente não vai obedecer. Está sendo provado, na Guerra do Vietnã, tem vários casos exemplificados, que a tropa não obedece normalmente indivíduos desse tipo”, declarou Cerqueira.Já o almirante Pinto foi mais diplomático: “É uma situação muito polêmica, mas eu vou lembrar um fato que aconteceu alguns anos atrás, na França, não nas Forças Armadas, mas na Igreja, em que foi feita a mesma pergunta. O teólogo pensou, pensou, pensou e respondeu: ‘Não tenho nada contra, desde que ele faça uso do voto da castidade, que é um dogma da Igreja’. Eu acho que fazendo uma similaridade com as Forças Armadas, eu não tenho nada contra desde que ele mantenha sua dignidade, a dignidade da farda, do cargo e do trabalho que executa. Se ele exercer sua dignidade, sem nenhum problema."


Fonte: Revista Lado A

1 comentários:

noutetico disse...

vcs são engraçados...
Qualquer comentário que se faça que não seja afavor do homossexual é homofobico. Preconceituso é vc. POis se vc tem direito d elutar pelas causas dos gay, eu o general e um monte de gente tem direito de lugar pela causa dos heteros. Vai estudar a etmologia das palavras e compreender o que de fato significa homofobia e não fale bobagem cara.
Eu tenho o direito de desejar uma sociedade coposta de hetero. Eu tenho o direito de não querer que meus filhos não sejam gay. Eu tenho o direito de discordar dos gays. Porque agora não se pode nem mais discordar de vcs.
entre no meu blog veja um artigo que escrevi sobre algumas razões porque não sou gay.
abraço