Início

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Bispo Edir Macedo fala sobre homossexualidade em seu site e condena o preconceito

Por instantes, quem lê o site do Bispo Edir Macedo, fundador da Igreja Universal do Reino de Deus, chega a acreditar em sua iluminação. Ao abordar o tema homossexualidade, qual chama de homossexualismo, o bispo é eloqüente, prega o verdadeiro amor cristão e chega a dizer que os fiéis não podem julgar as atitudes dos irmãos tão pouco praticar a discriminação.
O texto, porém, surge um dia após ser colocado no site dois testemunhos de pessoas que deixaram a homossexualidade, que afirma que estas expulsaram demônios e que viviam uma falsa felicidade. Ora, o religioso mais uma vez fala uma coisa e pratica outra.
Mesmo assim, a reflexão é interessante, mesmo com seus paradoxos onde deixa claro que os fiéis não podem julgar, em um texto cheio de retóricas que julga e condena igualmente. “A mesma Bíblia que condena o homossexualismo, condena qualquer outro tipo de pecado, mas o Senhor Jesus acolhe a todos, sem distinção. Se formos condenar os homossexuais, então teremos de condenar a nós mesmos. Pois, quem está livre de pecados? Qual a diferença entre pecadinho ou pecadão? Deus não faz esta distinção.”, diz o texto.
E termina com uma reflexão retirada da Bíblia, muito interessante: “Deus nos habilitou para sermos ministros de uma NOVA ALIANÇA, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica. (2 Coríntios 3.6)”. No final, o texto não diz se a Universal vai parar de praticar exorcismos com homossexuais ou pregar que homossexuais não entram no céu ou são aceitos na comunidade da igreja. Hoje, os pastores-políticos da Igreja condenam e repelem todas as tentativas dos homossexuais de conseguirem garantias de sua cidadania, como a lei que pune a discriminação e a lei que reconhece a união de casais do mesmo sexo.

VEJA O TEXTO NA INTEGRA DE EDI MACEDO:


Homossexualismo


Tenho lido todos os comentários deste blog. Os prós e os contras. Não me surpreendo quando pessoas alienadas à verdadeira fé cristã nos criticam. Se o fizeram com o Senhor Jesus, não o farão com Seus servos? Mas o que me deixa perplexo é o grau de insensatez entre aqueles que usam textos bíblicos para condenar os homossexuais. Será que a Bíblia coroa juízes? Será que por sermos discípulos de Jesus somos automaticamente elevados à condição de perfeitos a ponto de julgar e condenar os homossexuais, por exemplo?
Infelizmente, um dos fatores que mais tem impedido as pessoas de conhecer o Salvador e entender a mensagem do Evangelho é justamente a prepotência de muitos membros de igrejas, que se julgam crentes e seguidores da Palavra, e que só são capazes de estender a mão para apontar, criticar ou agredir o próximo, mas nunca como um sinal de amor, um gesto de respeito ao ser humano.
A pessoa preconceituosa tende a partir do princípio de que ela própria é o modelo ideal de ser humano, condenando à exclusão social todos os que aparentemente se diferem dela. Um “cristão” que pratique qualquer ato de repulsa contra outra pessoa é um paradoxo. Ele não apenas exclui seu próximo socialmente, mas tira dele a possibilidade de conhecer a compaixão Divina; o exclui de alcançar a salvação.
A única maneira de apresentarmos o amor de Deus, principalmente àqueles que são excluídos, é materializando este sentimento em gestos verdadeiros de atenção, respeito, solidariedade e inclusão. É só assim que estaremos praticando Sua ordem: Sede misericordiosos, como também é misericordioso vosso Pai. Lucas 6.36
A mesma Bíblia que condena o homossexualismo, condena qualquer outro tipo de pecado, mas o Senhor Jesus acolhe a todos, sem distinção. Se formos condenar os homossexuais, então teremos de condenar a nós mesmos. Pois, quem está livre de pecados? Qual a diferença entre pecadinho ou pecadão? Deus não faz esta distinção.
A imagem que as pessoas vendem de si mesmas pode até convencer apenas outras pessoas sobre a santidade que se pretende aparentar, mas Deus enxerga o que vai no seu íntimo e isso não há o que disfarce.
Jamais vou defender o homossexualismo, mas sempre terei fé para ajudar tanto homossexuais quanto heterossexuais que estejam dispostos colocar suas dores, sofrimentos e fraquezas aos pés dAquele que quer salvá-los. Só não tenho fé para aturar hipócritas.
Para os crentes cascudos recomendo meditar:
Deus nos habilitou para sermos ministros de uma NOVA ALIANÇA, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata, mas o espírito vivifica. 2 Coríntios 3.6


Fonte: Revista Lado A

2 comentários:

Rafa disse...

Se não for jogada para atrair mais fiéis para o seu "templo".É muito bonito de sua parte defender os homossexuais,até hoje não vi algum protestante falar algo igual,mais Edir tem seus esqueminhas,daí não me passa muita credibilidade,nem ele,nem seu templo e muito menos sua Rede Record!

mah_mauh disse...

EDIR pode ser oque for!!!
+ o mundo esta na hora de acordar e ver!que a letra mata sim!!e que o espirito nao morre!!!!e com o passar dos tempos a biblia foi trasduziada por seres humanos e mudada!!hoje estamos no século 21! e a biblia é muito antiga!deus falava com os povos de antigamente!!e hoje ele fala como nos!!cada um na sua época!!!se jesus falasse como hoje antigamente!ele iria ser taxado como + louco!!! entao vamos ser feliz!!!e acreditar no hoje e no amanha!!