Início

domingo, 11 de julho de 2010

Confusão em Campinas: rapaz de 17 anos recebe garrafada de segurança e gays reagem


Na última sexta-feira, dia 09 de junho, feriado paulista em razão da Revolução Constitucionalista de 1932, no qual os paulistas tentaram derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas, um rapaz de 17 anos e seu namorado entravam no bar Camp Chopp, em Campinas, de mãos dadas quando foram advertidos pelo segurança da casa a largarem as mãos. Após a negativa do rapaz, um funcionário da casa acertou sua cabeça com uma garrafa. O jovem desmaiou imediatamente sobre uma poça de seu próprio sangue. Gays, lésbicas e travestis que estavam no local partiram para cima do agressor imediatamente, e travou-se uma guerra em praça pública, com mesas, cadeiras e garrafas voando, que só terminou com a chegada da polícia, que precisou usar spray de pimenta e levou preso o agressor.
O bar fica no Centro da cidade de Campinas, Praça Bento Quirino, ao lado do Jockey Club e é ponto de encontro dos gays e de outros jovens por concentrar diversos bares. Apenas um deles é gay friendly – amistoso com os gays, o Sucão, e os outros estabelecimentos costumam recusar atender os gays, dizendo que o Sucão é o lugar deles, conta o presidente do E-Jovem, Deco Ribeiro, no blog da instituição.
O rapaz não corre perigo de morte e está hospitalizado. A ambulância do SAMU demorou mais de 30 minutos para chegar ao local, segundo testemunhas. Em razão do rapaz ser menor de idade não vamos citar o seu nome ou foto, como manda o Estatuto da Criança e do Adolescente.


Fonte: Revista Lado A

1 comentários:

## RAFAEL ## disse...

ISSO E TRISTE, SABER QUE EM UM PAIS COMO O NOSSO (QUE VAMOS COMBINAR E HOMOFOBICO AO EXTREMO)
OQ PODE ACONTECER COM O AGRESSOR??
TODOS SABEMOS A RESPOSTA ...

bjs:rafa